Hipertensão Arterial

6 de abril de 2019 779 3 3

A hipertensão arterial é uma condição clínica influenciada por vários fatores. Os valores considerados ideais são de até 120 de pressão sistólica (máxima) e 80 de pressão diastólica (mínima). Uma elevação sustentada dos níveis pressóricos ≥140 e/ou 90mmHg já é considerada hipertensão estágio 1. (Fonte: VII Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial 2016)

Geralmente é assintomática, mas pode ocorrer: dor de cabeça, tontura, fadiga, sangramento nasal, irritabilidade, edema de membros, falta de ar, sudorese, taquicardia entre outros.

Estima-se que a hipertensão arterial atinja aproximadamente 22% da população brasileira acima de vinte anos, sendo responsável por 80% dos casos de acidente vascular encefálico e 60% dos casos de infarto agudo do miocárdio. Os principais fatores de risco associados à doença são a obesidade, o etilismo, o sedentarismo, o estresse e o alto consumo de sódio. Além disso, pessoas com idade acima dos 60 anos e com histórico familiar possuem maiores chances de apresentarem a doença.

Apesar de muitas pessoas controlarem a doença com remédios, a terapia não medicamentosa se mostra muito eficaz tanto como coadjuvante dos medicamentos quanto de forma isolada, quando indicado pelo médico. Essas medidas incluem mudanças no estilo de vida como supressão de bebidas alcoólicas e fumo, exercício físico e dieta equilibrada, com foco na redução de sódio. As diretrizes dietéticas recomendam um consumo de 5 a 6 g de sal por dia para indivíduos saudáveis. Já no caso do individuo hipertenso, esse número cai para 3g de sal por dia. (1 grama de sal = 1 colher de café rasa)

Existem alimentos que são naturalmente fonte de sódio. São as carnes, leite e ovos. Porém os alimentos mais “salgados” são os industrializados como os enlatados, embutidos, salgadinhos, bolachas, macarrão instantâneo, entre outros. Portanto, dê preferência aos alimentos frescos. Os temperos e molhos prontos também possuem grande quantidade de sódio, o ideal é usar temperos naturais e fazer seu próprio molho em casa. Uma comida bem temperada dispensa grande parte do sal, portanto abuse de temperos e condimentos como: cebola, alho, manjericão, orégano, alecrim, salsa, coentro, louro e muitas outras existentes na natureza. Você adicionará sabor, cor e nutrientes em sua preparação.

Confira as dicas práticas para prevenir e tratar a hipertensão arterial:

– Diminua o sal da comida e não deixe o saleiro na mesa;

– Prefira alimentos naturais ao invés de industrializados;

– Consuma uma boa variedade de frutas, legumes , verduras e cereais integrais;

– Verifique o rótulo dos alimentos para avaliar a quantidade de sódio presente;

– Diminua ou evite o consumo de doces e bebidas com açúcar;

– Utilize óleos vegetais não refinados, como por exemplo o azeite, abacate, gergelim, entre outros.

– Consuma oleaginosas (castanhas), sementes e grãos, de quatro a cinco porções por semana;

– Aumente o consumo de potássio (mineral presente em frutas e hortaliças) pois ele aumenta a excreção renal de sódio;

– Pratique exercício físico regularmente;

– Não consuma bebidas alcoólicas;

– Não fume;

– Encare os problemas do dia como desafios;

– Mantenha o peso adequado;

– Procure orientação profissional do médico cardiologista, nutricionista e psicólogo.

Categorias: Nutrição
share
Comentários
  1. -

    Olá! estou feliz por achar seus artigos, quanta informações legais, que bom que está compartilhando, parabens.

    1. -

      Obrigada! Continue acompanhando, me siga também no instagram @leticiabarriquello. Compartilho bastante informação legal por lá também!

  2. -

    It’s actually a great and helpful piece of information. I’m glad that you shared this useful info with us. Please keep us informed like this. Thanks for sharing.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *